A General Motors vai lançar veículo elétrico e serviço de aluguel de carros no Brasil já no ano que vem

A montadora norte-americana GM (General Motors) deverá trazer ao Brasil em 2018 os primeiros veículos 100% elétricos, na tentativa de testar o interesse do consumidor pelo produto. Além disso, a outra novidade é que a fabricante iniciará a primeira operação comercial do serviço de aluguel de carros Maven, que já funciona em várias cidades dos Estados Unidos.

No Brasil, inicialmente, o serviço, que está disponível em todas as lojas da montadora, será restrito aos funcionários da empresa. De acordo com presidente da GM Mercosul, Carlos Zarlenga, a iniciativa tem o objetivo de entender a velocidade da adoção das novidades que a empresa está desenvolvendo globalmente.

O plano atual da empresa norte-americana é ter 20 modelos elétricos até 2023. Recentemente, a GM anunciou investimentos de R$4,5 bilhões no Brasil até 2020, divididos entre as unidades de São Caetano do Sul (SP), Joinville (SC) e Gravataí (RS).

De janeiro a novembro de 2017, a montadora manteve a liderança isolada do mercado de automóveis e comerciais leve, com 18,13% dos emplacamentos, segundo a Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores).

Elétricos

Os veículos elétricos e autônomos - conhecidos na indústria como EVs e AVs, na sigla em inglês - são vistos como os principais pilares do transporte futuro, mas a Tesla, Ford Motor e outras montadoras ainda estão trabalhando para ganhar dinheiro com eles.

A GM está procurando sair desse padrão ao desenvolver uma plataforma de veículos elétricos totalmente nova que irá acomodar vários tamanhos e segmentos, para serem vendidos por diferentes marcas da GM nos EUA e na China, afirmou a presidente-executiva Mary Barra, acrescentando novos detalhes à agressiva estratégia da GM em modelos elétricos.

Conectados

A GM afirmou que vai equipar carros mais novos com tecnologia de comércio eletrônico no painel, numa aposta de que pode lucrar dando a oportunidade aos motoristas de pedir comida, procurar combustível ou reservar quartos de hotel tocando ícones na tela do painel, em vez de usar celulares enquanto dirigirem.

A tecnologia, desenvolvida em parceria com a International Business Machines, será baixada automaticamente para cerca de 1,9 milhão de modelos de 2017 e próximos, com cerca de 4 milhões de veículos nos Estados Unidos das marcas Chevrolet, Buick, GMC e Cadillac equipados com a ferramenta até o final de 2018.

A GM receberá receita não divulgada de comerciantes destacados em seu 'Marketplace' na central multimídia, segundo Santiago Chamorro, vice-presidente de GM para a experiência global do cliente conectado.

Os clientes não serão cobrados por usar o serviço ou os dados transmitidos ao fazer transações. Segundo Chamorro, é muito cedo para dizer quanta receita a GM poderá perceber com o sistema. A ferramenta da GM competirá por cliques e receitas de clientes com celulares, que oferecem uma gama de aplicativos.

A Amazon.com está firmando parcerias com outras montadoras, incluindo a Ford, para oferecer uma ferramenta de comércio eletrônico em veículos por meio do sistema de assistente pessoal Alexa da Amazon.

 


Categoria: Notícia

Publicado em:

© 1996-2018 Grupo Forster - Todos os direitos reservados! - Administradora e Corretora de Seguros - é mais SEGURO na FORSTER.

by Redbit