Seguro para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida

deficiência

A Sompo Seguros criou um um seguro que tem como objetivo atender a pessoas com deficiência (PcD) ou mobilidade reduzida, a exemplo de idosos, que necessitam de equipamentos de tecnologia assistiva.

Intitulado como Seguro Equipamentos de Mobilidade, o produto indeniza o custo com reparos ou reposição de equipamentos tais como cadeiras de rodas, triciclos com propulsão pelas mãos e próteses em caso de acidentes de causa externa, a exemplo de quedas, impactos, colisões, desabamentos, atropelamentos e assaltos à mão armada.

Nos próximos meses serão incluídos ao portfólio aparelhos auditivos, dispositivos para escrita para leitura e impressão em braile, entre outros.

Coberturas

O lançamento é o primeiro produto da Sompo em todo o mundo com essas características. Com ele, a companhia também estabeleceu uma parceria com a  Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD), que conferiu à seguradora o selo Empresa Parceira.

'Trabalhamos globalmente sob o conceito de buscar inovações em seus produtos e serviços a fim de propiciar bem-estar às pessoas. Criamos, no Brasil, um produto inédito dentro da companhia, que visa trazer mais tranquilidade a um público que não contava até então com suporte em termos de seguro e assistências relacionados a equipamentos que são essenciais em seu dia-a-dia', diz o presidente da empresa, Francisco Caiuby Vidigal Filho.

Além das coberturas, o produto conta com um plano de assistência 24 horas com serviços voltados a atender às necessidades específicas de PcDs ou com mobilidade reduzida. Entre os serviços estão táxi emergencial, despesas médicas por acidente, rede de cuidadores, recolocação profissional, concierge especializado no atendimento de PcD, courrier, entre outros.

O plano de assistência 24 horas conta ainda com serviços como chaveiro, conserto de linha branca, reparos elétricos, reparos hidráulicos, consultoria de marceneiro, consultoria de serralheiro, troca de chuveiro, check-up do lar e apoio emocional.

Tecnologia Assistiva

A Organização Mundial da Saúde (OMS) define como tecnologia assistiva os produtos e serviços de apoio que visam manter ou melhorar o funcionamento e a independência de um indivíduo, promovendo com isso, seu bem-estar. Aparelhos auditivos, cadeiras de roda, dispositivos auxiliares de comunicação e próteses são exemplos de produtos auxiliares.

Segundo a agência da Organização das Nações Unidas (ONU), atualmente cerca de um bilhão de pessoas no mundo necessitam um ou mais produtos de apoio. A estimativa é de que, com o envelhecimento da população global e o aumento de doenças não transmissíveis, mais de dois bilhões de pessoas vão precisar de pelo menos um produto auxiliar até 2050, com muitas pessoas da terceira idade precisando de dois ou mais.

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mais de 45,6 milhões de pessoas no País são PcD. Além disso, as projeções do instituto são de que a população do País com 65 anos ou mais vai passar de 17,6 milhões em 2017 para 30 milhões em 2030 e 58,5 milhões em 2060.


Categoria: Notícia

Publicado em:

© 1996-2018 Grupo Forster - Todos os direitos reservados! - Administradora e Corretora de Seguros - é mais SEGURO na FORSTER.

by Redbit